O que é a virgindade?

O que é a virgindade pra você? Quando se diz: Essa mulher não é mais virgem! Do que estamos falando realmente? A experiência sexual, da informação sexual, da pureza, do hímen? Todos esses pontos são vagos e nos levam a pensar, o que de fato significa ser virgem.

O hímen, por exemplo, é uma membrana que outros mamíferos do sexo feminino têm, mas que é tão delicado que pode ser rompido com algum impacto na água, ou na equitação, ou mesmo não ser rompido, mesmo que tenha feito sexo com penetração. É justo então, com as mulheres, colocar o hímen como um “selo” de virgindade? A própria ciência se questionou por muito tempo sobre a utilidade biológica do hímen. Há uma corrente que defende que ele existe para auxiliar aos cuidados íntimos em relação à entrada de bactérias, e existem cientistas que não consideram a utilidade do hímen. De qualquer maneira, existem diferentes tipos de hímen, inclusive o complacente, que tem maior elasticidade e pode nem se romper. E até existem mulheres que nascem sem o hímen. Portanto, não jogue a essa delicada membrana a responsabilidade do desvendamento sexual. Compartilhamos aqui um artigo com 10 curiosidades sobre o tão falado hímen 

Ao longo dos anos, a virgindade foi apresentada como uma qualidade feminina, dizia que a “moça virgem” que se guardava ao marido deveria sangrar na noite de núpcias, confirmando assim sua pureza. A questão é: mesmo a mulher sendo “virgem” pode ser que não ocorra sangramento! Essa não é uma regra geral. Por isso voltamos à pergunta: É justo atribuir à mulher um “selo” de pureza? A virgindade é uma questão muito subjetiva e não deve ser atrelada à uma membrana, nem a um possível sangramento. 

Do que adianta uma definição entre “virgens” e “não virgens” para algo tão maior e complexo, que é cada uma de nós?

Compartilhar
10 motivos para experimentar o coletor menstrual

Comente

A

Recomendado para mulheres com mais de 30 anos ou que já têm filhos.

Eu quero

B

Recomendado para mulheres com menos de 30 anos ou que não têm filhos.

Eu quero