Dia do Orgasmo: como funciona a sua libido na menstruação

Mariana Betioli, obstetriz e fundadora da Inciclo, explica relação entre libido e ciclo menstrual

Mesmo que o debate sobre sexualidade e feminismo tenha ganhado força dentro e fora da internet, o assunto “sexo na menstruação” ainda é considerado polêmico por muita gente. Para aproveitar o Dia do Orgasmo (31/8) chegando ao clímax, ainda que esteja menstruada, saiba como funciona a sua libido durante o ciclo. “Cerca 85% das mulheres relatam um aumento da libido durante essa fase do mês, contudo, 49% acabam se privando de ter relações sexuais, mesmo sentindo vontade”, explica Mariana Betioli, obstetriz e fundadora da marca de coletores e discos menstruais Inciclo. 

Ao longo do ciclo, o clitóris fica mais sensível aos estímulos e os hormônios sexuais estão nas alturas, o que facilita o orgasmo e oferece mais possibilidades de prazer sexual. 

“O aumento de desejo sexual acontece em duas fases do ciclo: nos dias que antecedem a ovulação e também durante a menstruação. Os hormônios estrogênio e testosterona estão baixos no dia em que a menstruação começa, mas voltam a crescer por volta do terceiro dia. Por isso, a libido fica mais forte nesse período”, destaca.

Saiba que isso é natural e não há problema algum em ter relações sexuais durante a menstruacão. Segundo a profissional, o orgasmo, inclusive, oferece outras vantagens que vão além do prazer. Ele é capaz de aliviar até mesmo as cólicas menstruais.

“A cólica acontece quando o útero se contrai para expelir o sangue menstrual e, curiosamente, durante o orgasmo o útero também se contrai, mas depois relaxa totalmente. O que faz melhorar a cólica é esse efeito relaxante e analgésico do orgasmo somado ao aumento de fluxo sanguíneo na região pélvica e a liberação de hormônios de prazer”, aponta Mariana. 

Sem preocupação com o sangue

Um motivo de preocupação das mulheres no que diz respeito ao sexo na menstruação é o próprio sangue. Muitas delas não transam durante a menstruação pelo receio de manchar o lençol, preguiça de arrumar tudo depois e ainda o fato de não se sentirem à vontade com o parceiro ou parceira.

Uma alternativa eficiente é usar o disco menstrual. É um produto de uso interno feito de silicone hipoalergênico, que fica posicionado em volta do colo do útero. Por isso, ao mesmo tempo que coleta o sangue, deixa o canal vaginal livre para penetração.

“Nada muda em relação à lubrificação vaginal, já que as glândulas responsáveis pela lubrificação ficam logo na entrada do canal”, explica. “O disco menstrual fica no fundo da vagina e não vaza durante o sexo. Nem a mulher e nem a pessoa com quem ela está se relacionando vão sentir que ela está usando”, observa a fundadora da Inciclo.

Use camisinha!

Contudo, mesmo nos momentos de prazer, é sempre essencial tomar medidas de proteção. O uso da camisinha é fundamental para evitar não só uma gravidez inesperada, mas também o risco de contrair infecções sexualmente transmissíveis (IST). 

“As chances são menores, mas ainda assim é possível engravidar durante a menstruação. Se você tiver um ciclo menstrual curto, a possibilidade de engravidar aumenta. Além disso, os espermatozoides podem permanecer vivos no corpo da mulher por até cinco dias. Portanto, se o ciclo é menor e a ovulação ocorre poucos dias após menstruar, há uma chance de liberar um óvulo enquanto os espermatozoides ainda estiverem vivos”, acrescenta.

Compartilhar
Calcinha Menstrual

Comente

A

Recomendado para mulheres com mais de 30 anos ou que já têm filhos.

Eu quero

B

Recomendado para mulheres com menos de 30 anos ou que não têm filhos.

Eu quero