Dor na relação sexual não é normal!

Durante a relação sexual e o orgasmo algumas áreas cerebrais são mais “ativadas”. Você sabia que nesse momento, existe uma conexão neuronal compartilhada com a via de dor? Bem da verdade é que na hora H, o único “AI” que a gente gosta de ouvir, é o de prazer. Manas, dor na hora do sexo, não é normal!

Também conhecida no meio médico como dispareunia, a dor na relação sexual pode ocorrer de forma eventual, um dia que a penetração foi mais “apressada” ou alguma posição sexual inovadora, mesmo assim, existem jeitinhos de sempre torná-la confortável. Quando isso ocorre de forma recorrente é necessária a investigação médica. Fique ligada nas principais causas que podem levar a dor no ato sexual:

Problemas com a lubrificação: o sexo em si, faz parte de um ciclo de estímulos que começa com o desejo sexual, a partir daí o nosso corpo desperta e responde em forma de excitação. Nas mulheres, a excitação é traduzida pela lubrificação e alongamento da vagina. Quando a penetração (com toys ou peniana) é feita antes de estarmos bem preparadas, pode causar um desconforto importante, especialmente na entrada da vagina. A dica é: capriche nas pré eliminares, assim dá tempo de sobra para o deslize perfeito.

Endometriose: campeã de audiência, a endometriose ocupa o lugar de maior desconforto na hora H. A depender do local em que ocorrem os implantes celulares dessa doença, como nos ligamentos que sustentam o útero, a paciente pode apresentar uma dor intensa em qualquer posição sexual, inclusive, deixando de ser prazeroso. Essa dor, é mais relacionada com profundidade, quando encosta no fundo da vagina – então, fique ligada!

Alterações hormonais: em especial a queda de estrogênio, que ocorre principalmente na menopausa, pode levar a mucosa vaginal para um estado de maior sensibilidade, menor lubrificação e elasticidade, criando assim um desconforto e cabelos brancos extras.

Vulvodinia e Vaginismo: A vulvodinia é a dor localizada na região externa que pode ser espontânea ou deflagrada com o toque. Já o vaginismo é uma contração involuntária do assoalho pélvico. Algumas pacientes sofrem tanto com isso, que impossibilita qualquer ato sexual, mesmo que não envolva a penetração.

Infecções: alguns corrimentos genitais ou infeções pélvicas podem levar a dor no ato sexual. Geralmente os quadros infecciosos são acompanhados de outros sintomas, vale a visita no gineco!

Tamanho do dote: apesar da vagina ser bem elástica, tem muito brinquedo por aí que não da para ser pula-pula. Com jeitinho e delicadeza, tudo pode se resolver, só precisamos avaliar suas preferências, non?!

Texto por Dra. Amanda Labadessa, Ginecologista e Obstetra.

Compartilhar
Calcinha Menstrual

Comente

A

Recomendado para mulheres com mais de 30 anos ou que já têm filhos.

Eu quero

B

Recomendado para mulheres com menos de 30 anos ou que não têm filhos.

Eu quero