Dia Nacional do Coletor Menstrual: Quando o coletor menstrual surgiu no Brasil?

Você já parou pra pensar quando os coletores menstruais surgiram no Brasil?

Os registros da história do coletor menstrual começaram lá no ano 1867 com os primeiros protótipos, mas só na década de 30, a norte-americana Leona Chalmers patenteou o mais parecido com o que conhecemos hoje. Agora, pasme! Foram 80 anos para que o primeiro coletor menstrual fosse fabricado em terras brasileiras.

E pra contar sobre como ele chegou por aqui, eu preciso te apresentar a Mari. Mariana Betioli é obstetriz e fundadora da Inciclo. A Mari viu pela primeira vez um coletor menstrual em 2007, de uma marca estrangeira. Experimentou e veio aquele click: o coletor menstrual precisa vir para o Brasil. Como ninguém pensou nisso antes?

A partir daí, foram 3 anos de muito estudo e pesquisa para produzir o primeiro coletor menstrual no Brasil. Mas, como toda inovação, para todas as pessoas que a Mari contava que queria produzir coletores, falavam que não daria certo e que ninguém iria usar um ¨negócio” desses.
Mas a Mari não desistiu. Escolheu o silicone hipoalergênico como matéria prima, entendeu o que seria necessário para ter um encaixe perfeitamente no corpo de todas as mulheres e qual seria o formato ideal para evitar vazamentos.

No dia 10 de junho de 2010, foi comercializado o primeiro coletor menstrual 100% brasileiro. E essa data é tão significativa, que se tornou o Dia Nacional do Coletor Menstrual no Brasil.

Assim nasceu a Inciclo. De lá pra cá, houve uma revolução na higiene menstrual das brasileiras. Hoje, além do coletor menstrual, a empresa também fabrica: disco menstrual, calcinhas absorventes, absorventes reutilizáveis, calcinha para incontinência urinária e o  Pipix, que é um funil urinário que permite que as mulheres façam xixi em pé.

Desde 2010, a Inciclo trouxe para as mulheres não só produtos para que elas tivessem mais liberdade no dia a dia, mas também muita informação para quebrar o tabu relacionado a tantos assuntos femininos que deveriam ser tratados com mais naturalidade como a menstruação, autoconhecimento e sexualidade.

Quanta coisa evoluiu nestes 10 anos. Hoje, nós não precisamos mais usar absorventes descartáveis e muito menos deixar de fazer o que queremos por causa dos fluídos do nosso corpo.

Esse é o propósito maior da Inciclo. Que as mulheres sejam livres para fazer o que quiserem, quando quiserem. Então anota aí na agenda para comemorar sempre, no dia 10 de junho, o Dia Nacional do Coletor Menstrual.

Vem conferir a Mari contando a nossa história:

Compartilhar
Calcinha Menstrual

Comente

A

Recomendado para mulheres com mais de 30 anos ou que já têm filhos.

Eu quero

B

Recomendado para mulheres com menos de 30 anos ou que não têm filhos.

Eu quero