Sexo na gravidez faz mal?

Manter atividade sexual durante a gravidez é super saudável para a gestante, para pessoa com quem ela se relaciona e também para o bebê. Algumas mulheres inclusive sentem aumento de desejo sexual, outras não querem nem pensar em sexo.

Às vezes, a diminuição da libido acontece nem tanto pelas alterações hormonais, mas pela autoestima da mulher por causa das mudanças no corpo ou então pela ideia de que mãe é um “ser sagrado” e não mais uma mulher que tem desejos.

Em alguns casos o casal não tem relação porque o(a) parceiro(a) é quem passa a enxergar essa mulher como um pessoa que agora é só mãe.
Outro medo comum é de machucar o bebê. Isso é um mito. O bebê fica bem protegido na bolsa e o sexo, na verdade, faz é muito bem para ele porque a mãe sentindo prazer libera vários hormônios que também fazem bem para o bebê. Quando a mulher tem orgasmos, o útero pode se contrair e isso é como um abraço para o bebê.

Mas para tudo existem exceções. Caso haja ameaça de trabalho de parto prematuro, se a bolsa rompeu, no caso de sangramentos sem causa definida, placenta prévia ou quando o colo do útero começa a dilatar e há ameaça de aborto.

Então, minha sugestão é que você usufrua dessa fase para se aproximar ainda mais do seu parceiro(a). E se não tiver vontade de sexo, tudo bem também, respeite seu corpo e aproveite outras formas de manter essa proximidade como: massagem, carinho, beijo ou só deitar de conchinha.

Texto por: Mariana Betioli, Fundadora da Inciclo e Obstetriz.

Compartilhar
Calcinha Menstrual

Comente

A

Recomendado para mulheres com mais de 30 anos ou que já têm filhos.

Eu quero

B

Recomendado para mulheres com menos de 30 anos ou que não têm filhos.

Eu quero