Descubra o alimento certo para cada fase do seu ciclo

Cada alimento ajuda em uma fase do seu ciclo e a nutricionista, Priscila Riciardi, explicou direitinho pra gente qual é o melhor alimento para cada fase. Veja aqui:

Menstruação: Este é o momento quando nossos hormônios estão mais baixos. Por isso tendemos a ficar mais sensível e recolhida, com possível queda da imunidade e a digestão um pouco mais fraca. O foco da alimentação é repor nutrientes e energia que estão sendo perdidos, com o sangramento menstrual, amenizar os efeitos da queda hormonal, auxiliar o corpo a realizar sua limpeza e eliminação, dar um suporte para imunidade e facilitar a digestão. Por isso alimentos interessantes nesta fase são aqueles ricos em ferro, lisina e vitamina C como o espinafre cozido, lentilha, espirulina, limão; alimentos com propriedades imunológicas como a espirulina, gengibre, frutas cítricas, alho; alimentos que amenizam a questão hormonal como camomila e linhaça e alimentos de fácil digestão ou que auxiliam na digestão como gengibre, camomila e limão.

Folicular: Este é o momento em que o estrógeno começa a subir e você já tende a perceber um aumento da lubrificação vaginal e se sentir mais disposta, ativa e comunicativa. Você tende a sentir menos fome nessa fase, pois de fato seu metabolismo está mais tranquilo. O foco da alimentação deve ser fornecer nutrientes e energia suficiente para suportam a produção hormonal adequada. Dos principais nutrientes estão o zinco, betacarotenos, ômega 3 e vitaminas do complexo B que podem ser encontrados em alimentos amarelos, semente de abóbora, ovo, brócolis e aveia. Vale lembrar que restrições exageradas de carboidratos saudáveis nessa fase podem comprometer sua produção hormonal.

Ovulação: Este é o momento do ciclo onde seus hormônios (estrógeno e testosterona) estão mais altos. É um momento onde você vai sentir sua libido aumentar, vai ter uma boa performance nas atividades físicas, mas também pode vir a se sentir mais irritada e agressiva. O foco da alimentação deve ser garantir auxiliar que a ovulação aconteça e garantir uma boa conversão hormonal, evitando a conversão em hormônios “ruins” ou o excesso hormonal que pode ocasionar questões como acne, ansiedade e dor na ovulação.
Por isso alimentos bacanas nesta fase são os alimentos mais refrescantes e frescos, especialmente acerola, suco verde ou couve, hortelã, chá verde, semente de girassol, castanha do pará e repolho. Neste período vale um cuidado extra com o consumo de açúcar, álcool e café.

Lútea: Se você ovulou, neste momento seu corpo estará mais quente e o metabolismo mais alto, porém você estará com tendência à uma queda de serotonina, o que pode te deixar mais chateada, deprimida ou com vontade louca por doces. O foco da alimentação deve ser fornecer nutrientes que mantenham a produção de progesterona por tempo adequado; prevenir a queda de serotonina; prevenir inflamação; auxiliar no funcionamento do intestino; prevenir desconfortos pré menstruais e menstruais. Alguns dos nutrientes importantes para este contexto são a vitamina B6, B5 e B3, o cálcio, magnésio, potássio, vitamina E e carboidratos complexos que podem ser encontrados em alimentos como: semente de girassol, batata doce, cacau/chocolate 70%, abacate, banana e aveia

Compartilhar
Calcinha Menstrual

Comente

A

Recomendado para mulheres com mais de 30 anos ou que já têm filhos.

Eu quero

B

Recomendado para mulheres com menos de 30 anos ou que não têm filhos.

Eu quero