Autodiagnosticar nossa menstruação

Como nosso corpo se comunica através da menstruação, e o que ele quer nos dizer.

 

Nosso corpo nos fala através da menstruação a cada mês.

O que o sangue diz: Autodiagnostica sua menstruação. Em consulta me surpreendo constantemente quando pergunto à paciente como é a sua menstruação e ela me responde:

– Normal.

– O que é normal? Eu pergunto.

– Meus seios doem muito quando estou no período pré-menstrual, dói muito quando estou menstruada, mas quando tomo um comprimido, passa. E o sangue é escuro.

E assim, uma infinidade de explicações que quero que vocês saibam que não são normais.

Para mim, estudar a medicina chinesa foi um antes e depois, sobretudo na minha saúde menstrual e desde então, em toda a minha saúde de forma geral, pois o maravilhoso dessa medicina é que através do sangue podemos ver o funcionamento inteiro dos órgãos. Minha vida mudou de uma “menstruação normal” à uma menstruação saudável. Isso não significa que nunca tenha dores, ou que o meu sangramento nunca pare e se renove. Significa que já não considero essas características como algo normal e sim como uma voz, um sintoma.

Quero dividir abaixo algumas razões das anormalidades e a origem de alguns sintomas e sobretudo o que fazer no seu dia-a-dia para evitar e corrigir o que vai mal. É importante esclarecer que esse artigo não pretende ser uma opinião médica, já que para isso precisaria de uma consulta, mas pode ser útil enquanto medicina preventiva e corretiva.

Nossa saúde, como a palavra diz, é NOSSA e é nossa responsabilidade nos cuidar e não apenas buscar curas e prevenir o “ter que curar”. A menstruação, assim como a ovulação, é uma função fisiológica da mulher e não deveria envolver dor ou mudanças em demais funções, como a digestiva, urinária, etc. Assim como urinar não deve doer e quando dói mostra que algo não vai bem, igualmente ocorre com a menstruação. Porém nos ensinaram desde a primeira menstruação (inclusive antes!) que a menstruação dói. Não nos preparam para vivê-la, nos prepararam para sofrer com ela e jamais nos ensinaram que poderíamos ter prazer ao menstruar.

O que é uma menstruação fisiologicamente saudável? Entre 50 e 80ml por período, de dois a cinco dias no máximo, sangue vermelho vivo, começando um pouco mais escuro por conta da concentração. O sangue passa de grosso a um pouco mais líquido com o passar dos dias, não tem mau-cheiro, não tem coágulo. O sangramento começa com sangue e não com manchas. Ocorre de forma fluida, não se interrompe e recomeça ao longo do dia, não são três dias manchando a calcinha e depois cessa. Isso varia muito, depende do peso e tamanho da mulher. Pode ser um pouco mais de sangramento ao mês sem ser patológico. Como podemos medir quanto de sangue perdemos? Com o coletor menstrual e hoje em dia existem muitos no mercado. Consulte pela internet qual distribuem no seu país.

Agora bem, na medicina chinesa existem três órgãos principais relacionados com a menstruação:

– O fígado que é o encarregado de limpar e distribuir o sangue à cada órgão que se relaciona com a menstruação.

– Os rins, que são encarregados pelo desenvolvimento e reprodução do corpo. Contém a nossa memória ancestral, relacionada ao nosso DNA.

– O baço-pâncreas que é o encarregado de produzir sangue através dos alimentos e de conter a menstruação através da força e tônus das veias e artérias.

Falaremos das desarmonias desses três órgãos, embora na realidade todos os órgãos estão envolvidos com a menstruação. O coração, os pulmões, os intestinos, todos tem a ver com a menstruação e nela se refletem o estado de todos, mas esses três são os mais visíveis e fáceis de autodiagnosticar.

O sangramento e a sua relação com os órgãos:

Sintomas de frio nos rins quando a menstruação começa com manchas tons de café antes do sangramento. Quando dói durante o sangramento e a dor só passa com calor. Quando o sangramento não é vermelho e sim café e somente durante o dia com atividades e calor se torna vermelho e a noite volta ao tom café. Quando dura mais de cinco dias e nunca é abundante. Quando durante a ovulação doem os joelhos, os rins e tens mais frio do que o normal. Quando a menstruação provoca diarreia.

O que você pode fazer para isso? Cuidar para não ficar descalça e esfriar muito os pés. O primeiro ponto dos rins se encontra na planta do pé. Se esfriar, entra frio internamente até o útero, não permitindo que o sangue saia. Enfaixar o ventre durante a menstruação com uma faixa vermelha. Também é conveniente incrementar a ingestão de alimentos de natureza quente como o gengibre, a canela e o cravo. Esses sintomas também podem ser uma manifestação no corpo de um choque emocional ou medo. O medo ativa as glândulas suprarrenais e as faz elevar sua produção e gasto de adrenalina e cortisol. Quando o corpo compreende que o susto passou, que está a salvo, segue gastando as glândulas e essas glândulas se alimentam da energia dos rins, o deixando desnutrido. Certamente, após algum tempo, quando o susto passa é importante contar ao nosso corpo que já passou, que esse acontecimento está no passado e que agora no presente estamos a salvo e sobretudo, vivas!

*Sintomas de fígado intoxicado:

Quando a menstruação tem uma cor vermelho vinho. Quando é espessa com coágulos grandes e dói antes da expulsão do sangue. Quando há distensão abdominal e a dor piora com o toque e o calor. Quando os seios doem ou ficam inflamados na ovulação ou no período pré-menstrual. Quando há maior irritabilidade no período que antecede a menstruação. Quando o sangue menstrual tem um cheiro ruim. Isso indica que seu fígado está sobrecarregado. O que pode tê-lo sobrecarregado? A ingestão de hormônios, produtos sintéticos e processados. Café, cigarro, chá verde, erva mate, ingestão de gorduras e sobretudo as emoções. A repressão da expressão emocional e a raiva são as emoções que mais danificam o fígado. Se você se observa com atenção, mesmo que tenha uma menstruação muito saudável, se passa por um período de estresse ou raiva, sua menstruação pode ser como aqui descrita. O que você pode fazer? Reduzir a ingestão desses alimentos e fazer mais exercícios físicos, já que o fígado se estimula através do exercício e move o sangue estancado. Fazer uma dieta de “jejum verde” pelo menos uma vez por mês (acelga, aipo, pepino, alface, couve, espinafre, cacto) no suco, sopa, salada ou como você preferir. E o mais importante, se afastar de situações e pessoas tóxicas.

*Sintomas do baço-pâncreas:

Quando o sangue tem mucos diferente dos coágulos que são pesados e compactos. Quando o sangue parece ter teias de aranha. Comichões e fungos na vagina. Cansaço extremo durante o período da menstruação e ovulação. Inflamação das extremidades e articulações. Hemorragias e hemorroidas durante a ovulação ou menstruação. Isso indica que a energia do baço-pâncreas está diminuída e consumida e ao não ter energia suficiente para circular de forma saudável, gera mucosidade e fleumas que são manifestados não somente no útero mas também nas extremidades e vias respiratórias. Essas mucosidades são as bases do que forma a endometriose entre outras desarmonias do sistema reprodutor. As principais causas para esta desarmonia são a ingestão de açúcar e farinhas refinadas, já que o corpo cria o sangue e o nutre através dos nossos alimentos. Se isto é o que ingerimos, assim se forma o nosso sangue: espesso, pesado e gorduroso. Emocionalmente o que mais danifica o baço-pâncreas é o excesso de pensamento, as obsessões e o não-uso do corpo. Quando somente usamos a mente, nosso cérebro gasta muito sangue. Sangue que deveria estar no sistema digestivo e muscular para a criação e transporte do sangue no organismo. O que fazer para isso? Parar a ingestão de lácteos totalmente, incrementar a ingestão de alimentos picantes, cebola e alho, substituir o açúcar por mel e as farinhas refinadas por farinhas integrais e cereais. Tomar pela manhã um copo de água com uma colher de vinagre de maçã para alcalinizar o organismo. Emocionalmente a meditação é o que mantém a mente aquietada. Busque todos os dias um espaço para sair da mente e habitar seu corpo inteiro.

Espero que esse artigo tenha te ajudado e que o compartilhe com a suas mulheres, já que é muito importante que as mulheres compreendam nossa menstruação e que fiquemos amiga dela e responsáveis pela nossa saúde. A menstruação é nossa aliada e os sintomas são apenas alarmes para mantermos a saúde.

Com amor, Sajeeva Hurtado, especialista em Patologias Femininas pela Medicina Chinesa em Nanjing, China.

Artigo traduzido livremente do espanhol para o português, por Ana Arruda

Texto original de Sajeeva Hurtado

Compartilhar
10 motivos para experimentar o coletor menstrual

Comente

A

Recomendado para mulheres com mais de 30 anos ou que já têm filhos.

Eu quero

B

Recomendado para mulheres com menos de 30 anos ou que não têm filhos.

Eu quero